HomeNOTÍCIAS2DestaqueADVB comemora aniversário de São Paulo com poesia

ADVB comemora aniversário de São Paulo com poesia

Hoje, 25 de janeiro de 2022, é o dia em que a cidade de São Paulo completa 468 anos. Para comemorar o aniversário, a Associação dos Dirigentes de Vendas e Marketing do Brasil – ADVB-SP compartilha, a seguir, o premiado poema “Quem é você, São Paulo?”, de Lívio Giosa, vice-presidente da entidade e coordenador geral do Instituto de Responsabilidade Socioambiental — IRES-ADVB.

QUEM É VOCÊ, SÃO PAULO?
                                             
É uma luz, acima de tudo.
Um monstro, meio gente, meio concreto
Com um lampejo de verde
Que insiste em crescer.
 
Quem é você?
É a garoa perdida nas tempestades
Que insistem em encher
As casas, as ruas e a dor
Daqueles que, entretanto, também insistem em ficar (até a próxima chuva).
 
Você, São Paulo, é aquela nuvem cinza encrostada numa cidade,
Sequela poluída de um crescimento que já foi o seu maior orgulho
E que hoje tosse, tem bronquite, faringite e sinusite
E se dá ao luxo de, mesmo assim
Não ter tique-tiques nervosos…
 
Quem é você, São Paulo?
É paixão recolhida, reprimida na falta de quintais, jardins e parques
Na falta de céu prá pipa subir,
Na falta de terra pras bolinhas de gude rolarem,
Na falta de espaço prô futebol jogar.
É você, São Paulo, que das crianças se separou… e
Para elas terá que voltar.
 
São Paulo, foi você quem criou os portões, as grades dos prédios,
Os alarmes seguros prá tentar espantar os ladrões e suas caçadas,
A marca maior de acidentes de trânsito,
Você virou páginas e páginas de estatísticas não privilegiadas.
 
São Paulo, quem é você?
É criança, jovem, adulto e idoso.
Para estes, um inferno. Uma luta inglória nesta cidade que só quer correr.
É um misto de raças. Uma cor incolor de tonalidades
Um coração cheio de responsabilidades.

São Paulo, você virou um sonho perdido.
Deixou de ser o paraíso do nortista,
A fatura certa da prostituta, a grana farta do vendedor.
Você virou competição mesmo. Aglutinou os espaços,
Zoneou o azul, codificou a terra, computadorizou o rumo, “metroenfiou” o povo por baixo de tudo quanto foi área,
Só para sobreviver um pouco mais…
 
São Paulo, você é vida?
Que se preze.
Deu cabeça e idéias pros mais variados gostos.
Do motel transcendental, a cultura na Av.Paulista, ao novo bar da Faria
Da caipirinha ao bauru,
São Paulo virou serviço de atendimento especial cinco estrelas,
Que tem tudo. Tudo tem, vinte e quatro horas ou mais por dia.
 
E então, São Paulo, quem é você, afinal?

Sou gente
Sou templo de todas as religiões
Sou o ponto de encontro dos amigos, da família
Sou pele, ritmo alucinado, da balada, do rock e do samba.
Sou tema de música, sou avenida
Sou pujante, sou, enfim,
O seu sonho, a sua marca.
A dose certa
De quem me ama!

(Lívio Giosa)

RELATED ARTICLES
spot_img
spot_img
spot_img