HomeNOTÍCIASADVBDesafios das mulheres a frente dos Negócios

Desafios das mulheres a frente dos Negócios

por Cristina Calligaris

O ato de empreender por si só já é um desafio e tanto.

Empreender implica em ter um projeto, acreditar, querer, estar disposto, planejar e iniciar um negócio passando por todas as fases do seu desenvolvimento e se manter no mercado e é um processo muito desafiador.

Hoje parece ser mais desafiador, arrisco dizer, por diversos motivos, entre eles, o avanço e a rapidez com que a tecnologia surge e impacta o negócio, os consumidores, o mercado e a concorrência. A velocidade é alta!

Todos os aspectos exigem desenvolvimento de mais competências, habilidades e conhecimentos daquele que empreende além de resiliência, persistência e foco.

As mulheres que empreendem enfrentam os mesmos desafios de qualquer empresário, porém tende a enfrentar dificuldades extras pelo fato de serem mulheres.

Infelizmente ainda vivemos em um mundo onde as mulheres sofrem algum tipo de preconceito e, no meio empresarial, isso acontece com mais frequência.

Costumo dizer que o mundo é mundo, com a letra “ó” logo até o mundo é do gênero masculino.

Dentre os principais desafios que as mulheres enfrentam para empreender podemos destacar alguns:

A gestão do tempo e a capacidade de conciliar a vida pessoal com o negócio é um dos principais desafios já que cabe a mulher a criação dos filhos, cuidar da casa, dar atenção ao marido e ainda administrar um negócio – isso é muito desafiador.

Quando a mulher começa a empreender antes do casamento e casa o outro desafio é conciliar todas as atividades com a mudança de fase de vida com a chegada do primeiro filho. Neste caso, está formado um verdadeiro dilema e desafios extras para conciliar tudo. Neste ponto, muitas abandonam o seu negócio.

Nesta fase a mulher terá que administrar  muitas novas frentes: emoções, sentimentos, finanças e sonhos, família.

Um outro desafio que a mulher enfrenta é o preconceito por parte dos homens no meio empresarial. Sim, as mulheres, ainda enfrentam discriminações no mundo empresarial e, com isso, fazer o seu negócio próprio prosperar pode ser muito mais desafiador, principalmente se a clientela de seu negócio for outras empresas e não o cliente final.

Pessoalmente, passei isso diversas vezes, e ainda passo: em algumas situações é exigido que ela ateste sua capacidade de empreender e oferecer um serviço ou um produto de qualidade a todo tempo. E por diversas vezes a escolha é por outra empresa e chamam isso de livre concorrência. Sei!

Hoje o mundo já não é o mesmo. Empresários ou consumidores que praticam a discriminação com relação à capacidade da mulher de empreender estão ultrapassados, não cabe mais esse tipo de atitude.

Alguns órgãos realizam pesquisas e mostram que as mulheres já são 45% dos empreendedores estabelecidos, pesquise e achará algo nesta ordem. É um número muito expressivo, que demonstra que as mulheres vieram para ficar e constituir negócios de sucesso da mesma forma.

Mulheres à frente de negócios prósperos serão cada dia mais evidentes. E não esperem que mulheres compre somente de mulheres, mas atenção que isso pode acontecer. Daí eu quero ver!

Eu já apoiei mais mulheres do que homens, na minha experiência como treinadora, consultora e coach, e mulher focada, que sabe onde quer chegar e com plano de ação na mão, realiza e rápido.

Afinal, desafios servem para serem transformados em oportunidades.

Teresa Cristina Calligaris, Master Coach e VP ADVB Mulher.
cris.calligaris@gmail.com

RELATED ARTICLES
spot_img
spot_img
spot_img